Case Ativy: 2 mil contatos, 120 reuniões e 7 contratos em 1 mês

Rotina de vendas: como funciona e 6 dicas para estabelecer

Confira neste artigo o que é e qual a importância de ter uma boa rotina de vendas, além de entender como ela funciona, quais são as melhores dicas para ser mais eficiente no seu dia a dia comercial e ter acesso gratuito a um bônus exclusivo no final.
Não quer ler? Você também pode ouvir o post aqui abaixo
Getting your Trinity Audio player ready...

Para criar uma rotina de vendas, você deve estabelecer processos claros, definir metas, usar tecnologia, promover o alinhamento entre vendas e marketing, ouvir a equipe e investir no seu desenvolvimento. Além disso, mantenha esses passos documentados e ajuste para otimizar a produtividade do time.

Seja você um vendedor ou um gestor, se você trabalha com vendas B2B, temos certeza que de sua rotina é cheia e, muitas vezes, bastante complicada.

Afinal, é impossível não se ver perdido em meio a tantas tarefas administrativas e negociações em diferentes etapas com os leads.

Nesse sentido, estabelecer uma rotina comercial adequada é essencial não apenas para sua organização e planejamento, mas também para a produtividade e a eficiência do papel que você desempenha no time de vendas.

No entanto, por mais que seja fácil falar, a maioria das pessoas tem muita dificuldade quando se trata de estabelecer uma rotina de vendas eficaz.

Isso porque, além do entendimento do seu processo de vendas e dos seus clientes, é preciso muito autoconhecimento, disciplina e desenvolvimento.

A boa notícia é que, neste artigo, vamos abordar tudo isso! Aqui, você vai conferir o que é uma rotina de vendas, qual sua importância e como se dá seu funcionamento, além de seis dicas para ser mais eficiente e um bônus no final.

Boa leitura!

O que é rotina de vendas?

A rotina de vendas é um conjunto de atividades organizadas e sequenciais realizadas por vendedores ou gestores para atingir metas e objetivos específicos.

É um planejamento estruturado que visa otimizar o processo de vendas, desde a prospecção até o fechamento do negócio.

Seus principais objetivos incluem a padronização e a eficiência das atividades de vendas, a identificação e a qualificação de leads, o acompanhamento de clientes em potencial, a manutenção de relacionamentos, a maximização das oportunidades de vendas e a melhoria contínua do desempenho da equipe.

Qual a importância de ter uma boa rotina comercial?

Uma rotina comercial bem estruturada é essencial para o sucesso e o crescimento da sua empresa.

Em primeiro lugar, uma boa rotina proporciona organização e direcionamento para os vendedores. Isso porque ela estabelece procedimentos claros, reduzindo a desordem e o tempo gasto com tarefas administrativas.

Além disso, uma rotina bem definida ajuda na padronização dos seus processos, garantindo que todos os membros da equipe sigam um mesmo caminho. Isso resulta em maior eficiência e consistência na abordagem, aumentando a confiança e a credibilidade da sua empresa.

Outro benefício é que uma rotina comercial eficaz permite uma melhor gestão do tempo. Com ela, os vendedores podem focar em atividades que realmente geram resultados, ao invés de se perderem em tarefas menos produtivas.

Por fim, uma rotina bem planejada possibilita a análise e otimização contínua do processo de vendas. Isso permite identificar áreas de melhoria e ajustar estratégias, contribuindo diretamente para o sucesso da sua empresa.

Como funciona a rotina de vendas?

Agora que você já entendeu a importância de ter uma rotina comercial estruturada, vamos nos aprofundar nas etapas que compõem essa estrutura.

Por mais que isso varie de acordo com cada empresa, no geral, uma rotina de vendas é composta pelas seguintes atividades:

#1 Prospecção

Uma das principais atividades de uma rotina de vendas é a prospecção. Essa fase é crucial para encontrar potenciais clientes e iniciar o processo de vendas.

A importância da prospecção reside na construção de uma base sólida de leads qualificados, alimentando o funil com contatos que têm mais chances de se tornarem clientes.

Na prática, a prospecção envolve a identificação e a pesquisa ativa de empresas ou indivíduos que demonstram interesse ou necessidade pelo produto ou serviço oferecido. Isso pode ocorrer por meio de várias estratégias, como marketing de conteúdo, redes sociais, eventos, recomendações, entre outros.

Uma abordagem eficaz de prospecção também inclui o uso de ferramentas para identificar leads qualificados com base em critérios pré-definidos, economizando tempo e recursos.

#2 Qualificação

Outra tarefa presente em uma rotina de vendas é a qualificação de clientes. Essa etapa é crucial para determinar quais leads possuem o potencial necessário para avançar no funil de vendas.

A importância da qualificação reside na maximização do seu tempo e dos seus recursos, focando esforços nos leads mais propensos a se tornarem clientes.

Na prática, ela envolve a avaliação de diversos critérios, como o interesse do lead, seu orçamento, sua autoridade para tomar decisões e o cronograma desejado para a aquisição e a implementação do seu produto ou serviço.

Isso pode ser feito através de perguntas estratégicas e bem direcionadas, análises de comportamento e de interações prévias.

#3 Diagnóstico

Outra atividade essencial na rotina de vendas é o diagnóstico. Essa etapa é fundamental para compreender a fundo as necessidades, desafios e objetivos do potencial cliente.

A importância do diagnóstico reside na capacidade de personalizar a abordagem comercial e apresentar soluções direcionadas para atender às demandas específicas do lead.

Na prática, isso envolve uma análise detalhada, através de reuniões, questionários ou entrevistas, para entender os problemas enfrentados pelo cliente e como o seu produto ou serviço pode resolver essas questões.

Isso requer habilidades de escuta ativa, formulação de perguntas estratégicas e relevantes e análises cuidadosas das respostas obtidas.

#4 Apresentação da solução

A quarta atividade crucial em uma rotina de vendas é a apresentação da solução. Esta etapa é crucial para demonstrar como o sey produto ou serviço pode resolver as necessidades identificadas no diagnóstico.

A importância disso reside na capacidade de mostrar como o que está sendo oferecido é a melhor opção para atender às demandas específicas do cliente.

Na prática, isso envolve a criação de uma proposta personalizada, destacando os benefícios, funcionalidades e vantagens do produto ou serviço.

Isso pode ser feito através de demonstrações práticas, cases de sucesso, materiais visuais, entre outros recursos. O vendedor deve adaptar a apresentação de acordo com as necessidades e interesses específicos do cliente.

#5 Negociação, follow-up e fechamento

Outras tarefas essenciais na rotina de vendas são a negociação, o follow-up e o fechamento. Essas fases são cruciais para selar o acordo com o cliente.

A importância disso  reside na construção de um relacionamento sólido com o lead, finalizando os detalhes e condições do negócio e assegurando uma transição suave para a concretização da venda.

Na prática, a negociação envolve a discussão de termos, preços, prazos e condições contratuais.

O follow-up, por sua vez, consiste em manter o contato constante com o cliente em potencial, esclarecendo dúvidas adicionais, oferecendo suporte e reforçando os benefícios da oferta.

Já o fechamento é o momento no qual as partes concordam com os termos finais e o negócio é concretizado.

#6 Pós-vendas

A última atividade da rotina de vendas que separamos é o pós-vendas. Essa fase é essencial para garantir a satisfação contínua do cliente após a compra.

A importância disso reside na fidelização do lead, na obtenção de feedbacks e na criação de oportunidades para vendas futuras.

Na prática, o pós-vendas envolve o acompanhamento do cliente após a compra, oferecendo suporte, assistência técnica, treinamento, ou qualquer auxílio necessário para garantir que o ele obtenha o máximo valor da solução adquirida.

Isso pode incluir pesquisas de satisfação, comunicação por e-mails, telefonemas ou visitas para verificar se as expectativas estão sendo atendidas.

Como é a rotina do vendedor e da equipe de vendas?

Como você deve imaginar, a rotina de quem trabalha com field e inside sales é totalmente diferente.

Neste tópico, é sobre isso que vamos abordar:

Rotina de um vendedor interno

A rotina de um vendedor interno se concentra em vendas realizadas de forma remota, seja por telefone, e-mail ou videoconferência.

Começando o dia, o vendedor estabelece metas e revisa o pipeline para priorizar as oportunidades.

A abordagem inclui o contato ativo com os leads, seguindo um script para apresentar seus produtos ou serviços, superar objeções e fechar negócios.

Durante o dia, o vendedor interno também realiza ligações ou envia e-mails, mantendo registros precisos das interações.

A gestão do tempo é essencial para equilibrar chamadas de prospecção, follow-ups e reuniões virtuais.

Além disso, dedicar tempo ao estudo dos produtos, atualizações de mercado e aprimoramento das habilidades de vendas é fundamental.

Ao final do dia, é comum revisar os resultados, planejar atividades futuras e se preparar para o dia seguinte.

Rotina de um vendedor externo

A rotina de um vendedor externo, por sua vez, foca em atividades fora do escritório, envolvendo visitas e reuniões presenciais com os clientes.

Começando o dia, o vendedor planeja suas visitas com base na localização dos leads, definindo metas e objetivos para cada encontro.

Durante o dia, ele viaja para os locais agendados, realizando apresentações e demonstrações e negociando diretamente com os clientes.

Essa rotina demanda uma habilidade de adaptação a diferentes ambientes e perfis de clientes, além da habilidade de comunicação para responder a objeções e fechar acordos.

Após as visitas, é comum que o vendedor registre informações relevantes em um sistema, faça follow-ups e prepare relatórios de visitas para análise.

Ao retornar ao escritório, o vendedor revisa seus resultados, planeja visitas futuras e atualiza o pipeline para os próximos dias.

Como criar uma rotina de vendas de sucesso: 6 dicas infalíveis

Agora que você já entendeu tudo sobre a rotina de vendas e já está pronto para criar a sua, chegou a hora de otimizar.

Veja a seguir seis dicas de sucesso que separamos para te ajudar com isso:

#1 Tenha processos internos bem definidos e registrados!

A primeira dica para criar uma rotina de vendas é ter processos internos bem definidos e registrados. Isso é crucial para garantir consistência, eficiência e alinhamento dentro da equipe.

Ter processos claramente delineados estabelece um roteiro para o time seguir, o que minimiza erros, mantém a qualidade do serviço e simplifica o treinamento de novos membros.

Para implementar essa estratégia, é fundamental identificar e documentar cada etapa do processo de vendas, desde a prospecção até o pós-venda.

Isso inclui definir metodologias de abordagem, templates de comunicação, critérios de qualificação de leads, além de registrar informações relevantes em um sistema acessível a toda equipe.

Ao manter esses processos atualizados e acessíveis, os vendedores podem seguir um método claro e replicável.

Isso não apenas aumenta a eficiência, mas também permite ajustes contínuos com base em dados e feedbacks, melhorando a qualidade das vendas e aprimorando a experiência do cliente.

#2 Crie um SLA para fortalecer o alinhamento entre vendas e marketing!

A segunda dica para estabelecer uma rotina de vendas é estabelecer um SLA para fortalecer o alinhamento entre vendas e marketing.

Isso é fundamental para garantir que as equipes trabalhem em conjunto, compartilhando metas, estratégias e objetivos.

Para implementar essa estratégia, é necessário um diálogo aberto e contínuo entre os times de vendas e marketing.

Para isso, estabeleça reuniões regulares para alinhar estratégias, revisar métricas e ajustar abordagens conforme necessário. Defina também metas específicas e mensuráveis e se certifique de que ambos os setores compreendam e concordem com essas métricas.

Além disso, é crucial acompanhar e analisar regularmente os resultados, identificando pontos de melhoria e fazendo ajustes para otimizar a eficácia das estratégias.

Esse alinhamento aumenta sua eficiência, melhora a qualidade dos leads e contribui para um processo de vendas mais suave e eficaz.

#3 Defina metas estratégicas!

A terceira dica para criar uma rotina de vendas é definir metas estratégicas. Estabelecer objetivos claros e alcançáveis é crucial para orientar a equipe, mantendo todos focados em direção a um propósito comum.

Metas bem definidas não apenas motivam os vendedores, mas também fornecem um norte para a organização, permitindo o acompanhamento do progresso e a identificação de áreas que precisam de melhorias.

Para implementar essa estratégia, é importante que as metas sejam específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazos determinados.

Além disso, comunique claramente esses objetivos a toda a equipe, garantindo que cada membro compreenda sua contribuição para alcançar essas metas.

Estabeleça também metas de curto e longo prazo para manter o foco no crescimento contínuo.

É fundamental monitorar o progresso em direção a essas metas, fornecendo feedbacks regulares aos vendedores e ajustando estratégias conforme necessário. Isso cria um senso de responsabilidade e comprometimento, impulsionando o cumprimento dos objetivos estabelecidos.

#4 Aplique tecnologia nas tarefas repetitivas!

A quarta dica para estabelecer uma rotina de vendas é aplicar tecnologia nas tarefas repetitivas.

Isso é fundamental para aumentar a eficiência, reduzir erros e liberar tempo para os vendedores se concentrarem em interações mais estratégicas e personalizadas.

A automação de processos repetitivos, como envio de e-mails, gerenciamento de leads, acompanhamento de atividades e atualização de registros, pode ser realizada por meio de diversas ferramentas disponíveis no mercado.

Para implementar essa estratégia, identifique as tarefas que consomem mais tempo e são repetitivas na sua rotina comercial.

Em seguida, busque por soluções tecnológicas que possam simplificar e automatizar essas atividades.

Além disso, é importante treinar a equipe para utilizar efetivamente essas ferramentas, garantindo que todos compreendam como a tecnologia pode ser aplicada para otimizar suas tarefas diárias.

#5 Ouça sua equipe!

A quinta dica para criar uma rotina de vendas é ouvir sua equipe. Isso é fundamental para compreender os desafios enfrentados no dia a dia, identificar oportunidades de melhoria e promover um ambiente colaborativo.

Para implementar essa estratégia, promova uma cultura de comunicação aberta e encoraje os membros da equipe a compartilharem suas experiências, ideias e sugestões.

Realize também reuniões periódicas para discutir os desafios enfrentados, ouça atentamente o feedback dos vendedores e esteja disposto a implementar mudanças com base nessas contribuições.

Além disso, crie canais de comunicação eficazes, como fóruns online, grupos de discussão ou ferramentas de feedback anônimo, para que os membros possam se expressar livremente.

#6 Invista no desenvolvimento constante de soft e hard skills!

A sexta e última dica para estabelecer uma rotina de vendas é investir no desenvolvimento constante de soft e hard skills.

Isso é essencial para capacitar os vendedores a lidar com desafios em um mercado em constante evolução.

As soft skills são fundamentais para construir relacionamentos sólidos com os clientes e influenciar positivamente nas vendas.

Para implementar essa estratégia, ofereça treinamentos e programas de capacitação que visem o aprimoramento das habilidades técnicas e comportamentais dos vendedores.

Além disso, incentive o autodesenvolvimento da equipe, fornecendo recursos e apoio para que eles busquem conhecimento adicional e se mantenham atualizados sobre tendências do mercado e técnicas de vendas inovadoras.

Conclusão + bônus

Se você chegou até aqui, parabéns! Você já está pronto para construir uma rotina de vendas eficaz e se tornar muito mais produtivo e eficiente!

Agora, é hora de colocar a mão na massa!

Para te ajudar ainda mais nessa missão, disponibilizamos a seguir uma planilha exclusiva e gratuita de rotina de prospecção.

Com ela, você vai poder aplicar na sua empresa uma rotina comercial de sucesso utilizada pelos especialistas da Growth Machine para vender todos os dias.

Para baixar, é só clicar no botão abaixo:

Até a próxima leitura!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

Imagem que exemplifica o aumento de faturamento conquistado pela Empresa Eficaz após entrar na Comunidade Demanda Infinita da Growth Machine.

Case Empresa Eficaz: 2x o faturamento em apenas 60 dias

Descubra neste artigo como a Empresa Eficaz saiu de um faturamento mensal abaixo de R$50 mil para mais de R$100 mil em apenas 60 dias através das ferramentas, da mentalidade e do conhecimento adquirido na Comunidade Demanda Infinita.

Imagem que exemplifica a triplicação do número de agendamentos lograda pela Leão Marketeria no High Growth.

Case Leão Marketeria: 3x mais agendamentos em fim de ano

Descubra neste artigo como a Leão Marketeria conseguiu dobrar de tamanho e triplicar o seu número de agendamentos durante as festas de fim de ano, tudo isso através das estratégias e mentalidades aprendidas com a participação no High Growth.

Imagem que exemplifica dois touchpoints essenciais em vendas: e-mail e ligação.

Touchpoints: o que são, exemplos e 6 dicas para fazer

Confira neste artigo tudo sobre os touchpoints, desde sua definição, sua importância e suas funcionalidades até seus principais tipos, exemplos, como inseri-los na jornada de compra e seis dicas para ser mais eficiente e conversivo.