Comissão de vendas: o que é, como funciona e como calcular

Entenda neste artigo o que é e como funciona a comissão de vendas e quais são as suas vantagens, desvantagens e modelos, além de conferir como calculá-la de forma eficiente e quatro dicas infalíveis para trabalhar com comissão de vendas de modo eficaz.
Não quer ler? Você também pode ouvir o post aqui abaixo
Getting your Trinity Audio player ready...

A comissão de vendas é uma recompensa financeira váriavel que se soma ao salário fixo, oferecida aos vendedores com base no seu desempenho em determinado período (mês, trimestre, ano etc.). Para calculá-la, basta multiplicar a taxa de comissão, geralmente uma porcentagem, pelo valor das vendas geradas.

Se você trabalha com vendas B2B, temos certeza de que já ouviu falar no modelo de remuneração de vendedores que leva em conta, além da parte fixa, uma comissão de vendas variável a cada mês.

Esse formato tem sido adotado pelas equipes de vendas mais bem sucedidas do mercado, pois, entre muitos outros benefícios, é capaz de elevar ao máximo o desempenho dos vendedores, possibilitando vender em alta performance.

No entanto, implementar essa forma de remuneração, por mais que pareça simples, pode ser bastante complicado.

Não basta apenas definir uma porcentagem e aplicá-la sobre as vendas de cada colaborador a cada mês: é preciso estabelecer regras claras e fazer estudos internos e externos para ser eficiente e não acumular gastos.

A boa notícia é que, se você está pensando em adotar a comissão de vendas ou quer se aprofundar mais no seu funcionamento, você está no lugar certo!

Neste artigo, vamos te ensinar tudo sobre o modelo de comissionamento, desde a sua definição e seus prós, contras e tipos até como realizar o seu cálculo e implementá-lo de forma eficaz e lucrativa.

Boa leitura!

O que é e como funciona a comissão de vendas?

A comissão de vendas é uma estratégia utilizada em modelos de negócio B2B e B2C para motivar os vendedores a impulsionar o seu desempenho em vendas.

Ela consiste em oferecer um incentivo financeiro aos colaboradores com base no volume e no valor total de vendas geradas em determinado período. Geralmente, as comissões são calculadas como uma porcentagem das vendas totais ou como um valor fixo por venda.

O funcionamento é simples: quando um vendedor fecha uma venda, ele recebe uma comissão com base nas condições previamente acordadas com o gestor.

Quanto mais vendas um vendedor realiza, maior é a comissão que ele ganha. Isso gera um incentivo para buscar clientes com mais empenho, fechar negócios e atingir as metas comerciais estabelecidas.

A comissão de vendas beneficia tanto os vendedores quanto as empresas. Isso porque o time comercial tem a oportunidade de aumentar seus ganhos, enquanto as organizações estimulam o seu desempenho e o crescimento sustentável das suas vendas.

Uma gestão eficaz das comissões é essencial para garantir que os colaboradores permaneçam motivados e que a empresa esteja alinhada e na direção certa para atingir os seus objetivos financeiros a curto, médio e longo prazo.

Vantagens e desvantagens da comissão de vendas

Como você já deve ter percebido, a comissão de vendas apresenta diversas vantagens, principalmente no que tange à performance dos vendedores.

No entanto, esse modelo de remuneração também possui algumas desvantagens que, talvez, façam com que não seja o mais indicado para o seu negócio.

Confira a seguir os principais prós e contras dessa prática que separamos para te ajudar:

Vantagens

  • Motivação: as comissões incentivam o time de vendas a trabalhar de forma mais eficaz, perseguir metas e alcançar resultados melhores, uma vez que seus ganhos estão diretamente ligados ao seu desempenho;
  • Recompensa pelo esforço: vendedores que investem tempo e esforço nas vendas são recompensados de acordo com seu desempenho, o que aumenta a satisfação e o comprometimento com a empresa;
  • Flexibilidade financeira: os colaboradores podem aumentar seus ganhos à medida que adquirem mais experiência e desenvolvem mais habilidades, permitindo-lhes maior controle sobre sua renda;
  • Alinhamento de interesses: as comissões alinham os objetivos dos vendedores com os da empresa, garantindo que ambos trabalhem em conjunto em direção ao crescimento das vendas e da lucratividade.

Desvantagens

  • Estresse financeiro: a incerteza na renda pode ser estressante, especialmente em épocas desafiadoras e de vendas fracas. Os vendedores podem se sentir pressionados a manter um alto desempenho constante;
  • Competição desleal: a busca por comissões mais altas pode levar a comportamentos competitivos, às vezes prejudiciais, entre os colaboradores;
  • Foco apenas nas vendas: os vendedores podem negligenciar outras áreas importantes, como o atendimento consultivo e o suporte ao cliente, para atingir as metas estabelecidas e conquistar uma maior comissão;
  • Custos adicionais: as comissões aumentam os custos operacionais da empresa, pois representam uma despesa adicional além dos salários base.

Como saber se a comissão de vendas é para a minha empresa?

Você deve estar pensando: e agora, como saber se a comissão de vendas vai ajudar ou atrapalhar a minha empresa? Nós te ajudamos a descobrir!

Determinar se esse modelo é ou não adequado para o seu negócio depende da natureza da sua empresa, dos seus objetivos e do seu nicho de mercado.

Primeiramente, avalie o seu setor e os produtos ou serviços que você oferece. Se o seu negócio envolve vendas complexas de alto valor, a comissão pode ser benéfica para motivar a equipe a impulsionar as vendas.

No entanto, se você opera em um mercado altamente transacional, no qual a ênfase está no volume de vendas de baixo valor, as comissões podem não ser tão eficazes, uma vez que os custos adicionais podem superar os benefícios.

Dessa forma, a decisão de implementar a comissão de vendas deve ser ponderada e personalizada com base na natureza do seu negócio e nas metas que você deseja alcançar.

Quais são os tipos de comissionamento de vendas?

Por mais que as comissões de vendas tenham uma premissa semelhante, há diferentes tipos para aplicar. Confira a seguir os principais:

Comissionamento por equipe

O comissionamento por equipe é um modelo de comissão de vendas no qual as comissões são distribuídas com base no desempenho do grupo de vendedores, em vez de levar em conta o desempenho individual de cada um.

Funciona da seguinte maneira: o time de vendas trabalha em conjunto para atingir metas coletivas. Quando elas são alcançadas, a comissão total é dividida igualmente entre os membros ou de acordo com critérios predefinidos, como a contribuição e a senioridade de cada um.

As vantagens do comissionamento por equipe incluem a promoção da colaboração e do trabalho em equipe, o que pode melhorar o ambiente de trabalho e aumentar a motivação.

Além disso, esse modelo pode reduzir a competição interna, que pode ser prejudicial para os vendedores.

As desvantagens incluem a possibilidade de alguns colaboradores não se esforçarem tanto quanto outros, sabendo que serão beneficiados igualmente.

Dessa forma, a eficácia desse modelo depende de uma boa gestão e do estabelecimento de metas claras e equitativas para toda a equipe.

Comissionamento recorrente

O comissionamento recorrente é um tipo de comissão de vendas no qual os vendedores recebem comissões contínuas com base em vendas recorrentes, como assinaturas, contratos de manutenção ou produtos que são revendidos e geram receita a longo prazo.

Funciona da seguinte forma: quando um vendedor fecha um contrato recorrente, ele ganha uma comissão não apenas no momento da venda, mas também a cada pagamento feito pelo cliente ao longo da duração do contrato.

As vantagens desse modelo incluem a criação de fluxos de receita estáveis e previsíveis para os vendedores e para a empresa, pois as comissões continuam a fluir à medida que os contratos se renovam.

Além disso, isso incentiva os vendedores a focarem na retenção de clientes e na construção de relacionamentos duradouros.

No entanto, desvantagens podem surgir se a empresa depende fortemente de contratos recorrentes, já que o pagamento contínuo das comissões pode representar um custo significativo.

Assim, a eficiência desse modelo depende da capacidade da empresa de manter e satisfazer os clientes a longo prazo, equilibrando o custo das comissões com o valor do seu ciclo de vida.

Comissionamento escalonado

O comissionamento escalonado é uma forma de comissão de vendas que recompensa os colaboradores com taxas de comissão crescentes à medida que atingem determinados marcos de vendas ou metas específicas.

Funciona da seguinte forma: ao passo que os vendedores vendem mais e alcançam as metas estabelecidas, suas taxas de comissão aumentam progressivamente. Geralmente, isso é projetado para incentivá-los a aumentar seu desempenho e atingir objetivos mais ambiciosos.

As vantagens desse modelo incluem a motivação do time comercial para superar metas e maximizar seu desempenho, uma vez que ganham mais à medida que vendem mais. Isso aumenta a produtividade e o foco nos resultados.

As desvantagens incluem a possibilidade de uma pressão excessiva e prejudicial sobre os vendedores para atingir metas cada vez mais altas, o que pode resultar em estresse ou comportamentos desonestos.

Além disso, a administração precisa estabelecer metas realistas e gerenciar adequadamente o sistema de comissões para evitar conflitos e descontentamentos.

Desse modo, o sucesso desse modelo depende de um equilíbrio cuidadoso entre metas desafiadoras e incentivos justos.

Como calcular a comissão de vendas?

Se você chegou até aqui, já sabe se a comissão de vendas é indicada para sua empresa e qual tipo se adequa melhor às suas especificidades. Agora, vamos à prática para entender como funciona o seu cálculo!

O cálculo da comissão de vendas é um processo crítico que deve ser cuidadosamente efetuado para evitar erros e mal entendidos. Dessa forma, para que você possa fazê-lo de modo eficaz, separamos os seguintes passos:

  1. Estabeleça a estrutura da comissão: comece definindo os parâmetros do sistema de comissão. Isso inclui a taxa de comissão, que é normalmente uma porcentagem do valor da venda, e quaisquer critérios ou metas que os vendedores devem atingir para recebê-las;
  2. Registre as vendas qualificadas: acompanhe todas as vendas concluídas, certificando-se de que são qualificadas e atendem aos critérios pré-estabelecidos;
  3. Calcule o valor da comissão: para calcular a comissão, multiplique o valor da venda pela taxa de comissão aplicável. Por exemplo, se a taxa de comissão for 5% e a venda for de $10.000, a comissão será de $500.
  4. Aplique critérios adicionais: em alguns casos, critérios adicionais, como metas de vendas ou descontos concedidos, podem ser considerados para ajustar as comissões. Por exemplo, um bônus adicional pode ser oferecido se o vendedor atingir um determinado valor de receita;
  5. Pague as comissões: no intervalo estabelecido, pague as comissões aos vendedores de acordo com os cálculos realizados. Certifique-se de manter registros detalhados para transparência e conformidade fiscal.

Como trabalhar com comissão de vendas de forma eficiente: 4 dicas essenciais

Agora que você já sabe como calcular as comissões de vendas, é hora de otimizar!

Confira a seguir quatro dicas infalíveis para adotar esse modelo de remuneração de modo eficiente e lucrativo:

#1 Estabeleça regras de comissionamento estratégicas!

A primeira dica para ter um modelo de comissão de vendas eficiente é ser estratégico na hora de estabelecer as regras de comissionamento. Isso envolve a definição de diretrizes claras sobre como as comissões serão calculadas e distribuídas.

A importância disso é garantir que o sistema de comissão esteja alinhado com os objetivos da sua empresa, estimulando o comportamento desejado dos vendedores.

Para implementar essa dica, comece por definir as taxas de comissão, considerando fatores como o tipo de produto ou serviço, a margem de lucro e as condições do mercado.

Além disso, estabeleça critérios de elegibilidade para que as vendas qualificadas sejam claramente definidas e revise e atualize regularmente suas regras de comissão para manter a eficácia do sistema ao longo do tempo.

#2 Determine quando e como serão pagas as comissões!

A segunda dica para estabelecer um sistema de comissão de vendas eficaz é determinar quando e como serão pagas as comissões. Isso envolve estabelecer um cronograma claro para o pagamento das comissões e decidir se elas serão pagas imediatamente após a venda ou em datas específicas.

Essa dica é importante porque afeta a previsibilidade de renda dos vendedores e sua motivação. Um sistema de pagamento regular e confiável os mantém engajados e incentivados a longo prazo.

Para implementar essa dica, defina intervalos de pagamento consistentes, como mensal, trimestral ou anual, dependendo do seu modelo de negócios e do seu fluxo de caixa.

Além disso, estabeleça regras para o pagamento das comissões em caso de devoluções ou cancelamentos, garantindo que elas estejam alinhadas com vendas reais e efetivas.

A comunicação clara desses prazos e políticas aos vendedores é essencial para manter a transparência e a confiança no sistema de comissão.

#3 Comunique tudo aos vendedores e seja transparente!

A terceira dica para trabalhar com comissão de vendas de forma lucrativa é comunicar tudo aos vendedores e ser transparente.

A importância dessa dica reside na construção de confiança e engajamento da equipe. Quando os colaboradores compreendem completamente as regras de comissão, sabem o que esperar e têm confiança de que o sistema é justo, eles são mais propensos a se esforçar para atingir as suas metas.

Para implementar essa dica, forneça treinamento detalhado aos vendedores sobre as políticas de comissão e como os valores são calculados. Esteja disponível para esclarecer dúvidas e forneça documentação por escrito, de preferência.

Além disso, mantenha a comunicação regular sobre o desempenho das vendas, informando aos vendedores sobre seu progresso em relação às metas.

A transparência é fundamental para evitar mal-entendidos e ressentimentos e garantir que o time esteja motivado e engajado no processo de vendas.

#4 Utilize ferramentas para automatizar o cálculo da comissão!

A quarta e última dica para adotar um formato de comissão de vendas eficiente é usar ferramentas para automatizar o cálculo da comissão.

A importância disso reside na redução de erros, na economia de tempo e no aumento da precisão no pagamento das comissões, além de simplificar a gestão e o gerenciamento do sistema.

Para implementar essa dica, é fundamental adotar um software de gestão de comissões ou um sistema automatizado que possa calculá-las de forma consistente e rápida, considerando todas as regras e variáveis estabelecidas.

Essas ferramentas também podem gerar relatórios detalhados para avaliar o desempenho individual e da equipe, o que é essencial para a tomada de decisões.

Automatizar o cálculo de comissões não apenas minimiza erros de pagamento, mas também melhora a sua eficiência operacional, pois reduz a necessidade de trabalho manual.

Além disso, torna o processo mais transparente, uma vez que os vendedores podem acessar facilmente as informações sobre suas comissões. Dessa forma, a sua gestão se torna mais eficaz e menos suscetível a conflitos.

Conclusão

Se você chegou até aqui, garantimos que já está pronto para aplicar a comissão de vendas na sua empresa de forma assertiva e com erros minimizados.

Agora, é hora de colocar a mão na massa!

Caso tenha restado alguma dúvida, deixe nos comentários! Será um prazer responder para te ajudar a chegar ao topo junto com a Growth Machine.

Obrigado por nos acompanhar e até a próxima leitura!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

Imagem que exemplifica a triplicação do número de agendamentos lograda pela Leão Marketeria no High Growth.

Case Leão Marketeria: 3x mais agendamentos em fim de ano

Descubra neste artigo como a Leão Marketeria conseguiu dobrar de tamanho e triplicar o seu número de agendamentos durante as festas de fim de ano, tudo isso através das estratégias e mentalidades aprendidas com a participação no High Growth.

Imagem que exemplifica dois touchpoints essenciais em vendas: e-mail e ligação.

Touchpoints: o que são, exemplos e 6 dicas para fazer

Confira neste artigo tudo sobre os touchpoints, desde sua definição, sua importância e suas funcionalidades até seus principais tipos, exemplos, como inseri-los na jornada de compra e seis dicas para ser mais eficiente e conversivo.